Aumento da expectativa de vida e avanço tecnológico impulsionam buscas por neuropsicólogos

Atualizado: 28 de jul. de 2021


O aumento na expectativa de vida da população mundial, somado aos avanços tecnológicos na área da saúde e à popularização de temas envolvendo saúde mental, desencadeou um maior interesse da sociedade no ramo da Neuropsicologia, inclusive no Brasil.


De forma resumida, a Neuropsicologia é uma especialidade da psicologia que estuda e busca compreender como o cérebro influencia as funções cognitivas dos seres humanos, como memória, raciocínio, atenção, comportamento, emoções, capacidade de julgamento, entre outras.


Segundo a resolução do Conselho Federal de Psicologia 02/2004, o profissional especializado em Neuropsicologia “atua no diagnóstico, no acompanhamento, no tratamento e na pesquisa da cognição, das emoções, da personalidade e do comportamento sob o enfoque da relação entre estes aspectos e o funcionamento cerebral”.


Hoje, a Neuropsicologia tem sido uma grande aliada para reabilitação de pacientes com alzheimer, parkinson, paralisia cerebral, traumatismo craniano, além de autistas e pessoas que têm Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, dentre outras patologias. Até mesmo pacientes com sequelas em decorrência da Covid-19 procuram tratamentos com neuropsicólogos.


Além disso, cada vez mais se mostra importante que todo psicólogo clínico tenha conhecimentos básicos em Neuropsicologia para que possa fazer diagnósticos diferenciais e pensar em estratégias de intervenção e encaminhamentos a outras especialidades, quando detectada necessidade.

20 visualizações0 comentário